Moloko

Crítica: A Lenda dos Guardiões

Nem é preciso mais dizer que a maioria das animações não é só “coisa de criança” e A Lenda dos Guardiões (Legend of the Guardians: The Owls of Ga’Hoole, EUA/Austrália, 2010), de Zack Snyder, é mais uma ótima produção na qual são os adultos que principalmente irão se divertir.

Sorem é uma jovem coruja fascinada pelas histórias que seu pai conta sobre os Guardiões de Ga’Hoole e vive sonhando um dia poder encontrá-los. Já Kludd, seu irmão, acha tudo isso uma bobagem e um dia quando os dois caem acidentalmente, são raptados por membros do clã dos Puros. Após descobrir os planos deles para dominar o reino das corujas, Sorem, junto com outros amigos, vão em busca da lendária Grande Árvore de Ga’Hoole onde vivem os guardiões, para tentar impedir que isto aconteça.

Por trás de um enredo e, principalmente, uma roupagem aparentemente mais infanto-juvenil, A Lenda dos Guardiões surpreende pelo seu conteúdo mais adulto. Com relativamente poucas piadas (pelo menos na versão dublada) e cenas de luta muito bem elaboradas, poderia dizer que ele é um belo épico de batalha. Quem acompanha a trajetória do Zack Snyder, reconhecerá vários elementos, principalmente dos dois últimos filmes (Watchmen e 300), bem característicos do diretor.

A parte técnica das animações no filme é simplesmente fantástica. Parece que os animadores finalmente conseguiram superar o “medo da água”, pois as sequências envolvendo fenômenos climáticos de chuva e vento são incríveis. A textura das penas também ficou perfeita e em algumas cenas parece até que é possível sentir a macieza delas. Pena que o uso do efeito bullet time ficou totalmente forçado e sem muito sentido em algumas cenas, pareceu mais algo do tipo: “olha, sabemos também fazer slow motion”. Para os que estão em dúvida, vale a pena ver A Lenda dos Guardiões em 3D.

Infelizmente a dublagem estava péssima em alguns momentos, dava até para perceber aquele barulho de quando se fala perto demais do microfone, comprometendo um pouco o filme. (Deveria ter uma sessão de animações legendadas no cinema pois acredito que teria público.) Apesar de alguns furos no roteiro, além de várias coisas terem ficado sem muita explicação, há duas grandes dificuldades em A Lenda dos Guardiões: o visual parecido dos personagens, é preciso prestar muita atenção para não se perder, e a grande quantidade de nomes não tão comuns, não sendo muito fácil lembrá-los.

A Lenda dos Guardiões é uma excelente animação, principalmente em se tratando de técnica, com ótimas sequências de batalha e um enredo que valoriza principalmente a imaginação, algo que fica esquecido na maioria dos adultos.

Outras críticas interessantes:

Trailer:

Todas as informações e opiniões publicadas no interrogAção não representam necessariamente a opinião do portal, e são de total responsabilidade dos seus respectivos autores.
 
Este post foi publicado emCinema e tags , , , , , , , , . Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.


Comentários

  1. avatar Aretusa disse:

    O filme é mutio bom

    Nada infantil, bem pelo contrario achei ele mais para o público adulto do que infantil.

    Quanto a história acho que poderia ser melhor explorada, quem leu os livros percebeu que ficou muitas coisas importantes de fora. Por isso muitas coisas ficaram sem explicação.

    Mas recomendo assistir ao filme pois é muito bom

Spirallab